Maio Bordô

3 é demais!!!

As dores de cabeça são uma das queixas médicas mais comuns, afetando milhões de pessoas em todo o mundo. Dados da Sociedade Brasileira de Cefaleia indicam que 95% das pessoas experimentarão pelo menos um episódio de dor de cabeça durante a vida. Este problema é particularmente prevalente entre as mulheres, com 70% delas e 50% dos homens relatando dores de cabeça ao menos uma vez por mês.

As cefaleias, que incluem condições severas como a enxaqueca, afetam cerca de 15% da população global, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). A enxaqueca, uma doença genética resultante de uma hiperexcitabilidade e alterações metabólicas no sistema nervoso central, afeta aproximadamente 30 milhões de brasileiros. Mais comum entre mulheres, manifesta-se frequentemente como uma dor de cabeça de moderada a forte intensidade, geralmente em um lado da cabeça, e pode ser acompanhada por náuseas, vômitos, e sensibilidade à luz e ao som. Em alguns casos, a dor pode ser precedida por uma aura, geralmente sintomas visuais como pontos brilhantes. Muitos pacientes com cefaleia recorrente demoram anos para buscar um médico e ainda mais tempo para consultar um especialista, afetando significativamente sua qualidade de vida e causando prejuízos econômicos e sociais. Durante o Maio Bordô, pretendemos não apenas fornecer informações e esclarecer dúvidas sobre essas condições, mas também mudar a percepção pública sobre elas, promovendo um diálogo sobre diagnóstico precoce e tratamentos inovadores.

O impacto das cefaleias vai além do desconforto físico, afetando também a qualidade de vida e a capacidade de realizar atividades diárias. Nesse contexto, a campanha “3 É DEMAIS” da Sociedade Brasileira de Cefaleia destaca a importância do tratamento preventivo, que visa reduzir a frequência e a intensidade das crises de dor, além de prevenir a progressão da doença.

A Sociedade Brasileira de Cefaleia promove anualmente em maio o Mês Nacional de Combate à Cefaleia. Este ano, a campanha “3 É DEMAIS” está no centro das atenções, ressaltando um critério crucial para buscar ajuda médica especializada: se você sofre mais de três crises de dor de cabeça por mês por mais de três meses, é essencial consultar um especialista.

O Maio Bordô é uma oportunidade para todos refletirem sobre a seriedade das cefaleias e a necessidade de um tratamento adequado. “3 É DEMAIS” não é apenas um slogan, é um lembrete crucial de que viver com dor de cabeça frequente não é algo normal. O normal é não ter dor de cabeça.

Não espere que as dores se tornem insuportáveis para buscar ajuda. Se “3 É DEMAIS” para você, é o momento de agir! Consulte um especialista e dê o primeiro passo em direção a uma vida sem dor. Participe das atividades do Maio Bordô e informe-se sobre como você pode melhorar sua saúde e bem-estar. Abrace esta causa e una-se a nós no apoio contra as cefaleias!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *